Rosetta e Philae

É um grande privilégio poder afirmar que o Homem, pela primeira vez, teve a capacidade de “marcar o seu território” num cometa.

Philae lançada com Rosetta no dia 2 de março de 2004, chegaram ao cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko a 12 de novembro de 2014 (10 anos, 8 meses, 17 dias depois do lançamento) depois de terem viajado 6,5 mil milhões de quilómetros, a cerca de 18 Km/s.

Na acometagem, dois dos três arpões destinados a fixar o módulo pousador ao cometa falharam, fazendo-a ressaltar, poisando assim, numa zona escura do cometa

Philae depois de transmitir dados das análises feitas ao cometa, acabou por “adormecer” devido à falta de bateria causada pela sombra. O módulo poderá despertar do seu “sono” se o cometa na sua trajectória voltar a face, agora escura, para o Sol, se tal acontecer a missão da descoberta espacial pode continuar.

Daniel José Machado de Almeida, nº7 – 10ºB

 

This entry was posted in Espaço. Bookmark the permalink.

Leave a Reply