(In)fertilidade um sonho…uma vida

No próximo dia 10 de Dezembro de 2010, em Estocolmo, vai ser entregue o Prémio Nobel da Medicina, a Robert G Edwards, o pai da Fecundação in vitro.

Robert G Edwards de 85 anos, é um embriologista da Universidade de Cambridge que desenvolveu a técnica da Fecundação in vitro. Deste trabalho resultou em 25 de Julho de 1978 o primeiro “bebé proveta”, Louise Joy Brown.

A Fecundação in vitro consiste no processo de recolha de oócitos II,a partir dos ovários previamente estimulados, fecundando-os em laboratório com espermatozóides escolhidos para esse efeito. Assim sendo, a fecundação ocorre fora do organismo da mulher. As expressões “bebé proveta” e “Fecundação in vitro” surgem devido ao facto do(s) oócito(s) ser(em) fecundados em laboratório.

Na minha opinião, a Fecundação in vitro é uma grande alternativa para os casais que não conseguem ter filhos, mas acarreta alguns riscos por isso uma boa vigilância é essencial durante este processo.

This entry was posted in 1. Bookmark the permalink.

Leave a Reply